Saiba como era esquema que movimentou R$ 126 milhões do tráfico no RJ e levou à prisão empresário de Ribeirão Preto

  • 10/07/2024
(Foto: Reprodução)
Antônio Carlos Guimarães Filho recebeu cerca de R$ 190 mil de traficantes entre julho e agosto de 2019, aponta investigação. Defesa alega dados usados por outra pessoa. Empresário de Ribeirão Preto é suspeito de envolvimento com crime organizado no RJ O empresário Antônio Carlos Guimarães Filho, de Ribeirão Preto (SP), é suspeito de integrar um esquema de lavagem de dinheiro organizado por uma quadrilha com traficantes do Rio de Janeiro. Segundo as investigações, a organização criminosa é suspeita de movimentar R$ 126 milhões em dois anos. Guimarães e outros nove integrantes foram presos nesta terça-feira (9). Siga o canal g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp A Polícia Civil aponta que o dinheiro do tráfico chegava ao empresário da seguinte maneira: Traficantes do RJ compravam drogas que vinham da Colômbia e entravam no Brasil por Manaus (AM); os entorpecentes eram distribuídos em comunidades cariocas; o lucro era depositado em contas do empresário Guimarães Filho. A partir do momento em que recebia a quantia, o empresário, de 30 anos, repassava o valor para outras contas até o destinatário final, atuando como uma 'operadora do mecanismo de dissimulação da origem dos valores'. Entre julho e agosto de 2019, de acordo com as investigações, ele recebeu R$ 190.100. Além disso, o suspeito mantinha pelo menos duas empresas no ramo de tecnologia da informação e atuava em ambas como 'dono e gestor'. Guimarães foi encontrado pelos policiais em uma casa no Jardim Recreio, em Ribeirão Preto. O empresário Antônio Carlos Guimarães Filho, de Ribeirão Preto (SP), é suspeito de integrar um esquema de lavagem de dinheiro organizado por uma quadrilha com traficantes do Rio de Janeiro Reprodução/EPTV LEIA TAMBÉM Empresário de Ribeirão Preto é preso em operação que investiga lavagem de dinheiro Investigação aponta que empresário preso em operação contra lavagem de dinheiro recebeu R$ 190 mil de traficantes Defesa alega engano Em entrevista à EPTV, afiliada da TV Globo, Vagner Simões, advogado de Guimarães, disse acreditar que os dados pessoais do cliente está sendo usado por uma outra pessoa e que essa pessoa, sim, é a autora dos crimes. "Ele já foi investigado em outro processo que se iniciou em 2022. Nessa outra investigação, ele foi absolvido e ficou provado que, provavelmente, alguém estava usando os dados pessoais dele para criar essa acusação contra ele. Nós imaginamos que, realmente, ele está sendo acusado porque alguém está usando os dados pessoais dele para criar e movimentar essas contas." Simões alegou, ainda, que o empresário não conhece nenhuma outra pessoa investigada devido ao esquema. "Segundo ele diz, ele não conhece nenhuma das pessoas investigadas, são todas pessoas investigadas por crimes muito graves, por questões que não têm nada a ver com o cotidiano dele." O esquema Os policiais investigaram o caminho percorrido pelo dinheiro. As contas de empresas investigadas movimentaram R$ 126 milhões em dois anos. As investigações mostraram que o grupo conta com entrepostos em vários estados, para não levantar suspeitas, até chegar a Manaus. Havia uma divisão de tarefas que incluía depósitos bancários em contas de pessoas jurídicas, localizadas principalmente nas regiões de fronteira do Estado do Amazonas. Essa ação tinha como objetivo ocultar a origem ilícita do dinheiro que era investido nesses negócios. Esta é a segunda fase de uma operação que aconteceu no mês passado, quando policiais descobriram que criminosos do Rio de Janeiro compravam drogas de países que fazem fronteira com o Estado do Amazonas. Os entorpecentes atravessavam o país via rodoviária e por barcos e, na capital fluminense, eram distribuídos entre as comunidades cariocas ligadas ao Comando Vermelho. Antônio Carlos Guimarães Filho, de 30 anos, foi preso na terça-feira (9), em Ribeirão Preto, SP Divulgação Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto e região

FONTE: https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2024/07/10/como-agia-o-empresario-preso-por-integrar-esquema-que-movimentou-r-126-milhoes-com-dinheiro-de-traficantes-do-rj.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes